Search
  • Marina Carli

Make it simple: nova geração de alimentos em pó



Não muito tempo atrás, a maioria dos produtos em pó eram ligados à conservantes e aditivos químicos, com formulações pobres e com calorias vazias, sem espaço, por exemplo, para a simplicidade e saudabilidade.


As tecnologias utilizadas para a obtenção de produtos em pó são a secagem e a liofilização. Ambas agem na retirada de água do alimento por temperatura, seja através do calor (na secagem) ou do frio (na liofilização). O resultado é um alimento desidratado que garante tanto segurança para seu consumo, quanto qualidade nutricional e durabilidade.


Presente há décadas nas prateleiras, o achocolatado é um exemplo de produto que ainda tem alto consumo, mas que vem sendo substituído por melhores alternativas, já que a versão tradicional é composta basicamente por açúcar e uma quantidade muito pequena de cacau em pó. Já é possível encontrar formulações mais saudáveis, porém ainda há oportunidades de avanços no seu desenvolvimento.


Sabemos que os consumidores estão em busca de evitar e/ou diminuir o consumo de açúcares ou simplesmente não podem consumi-lós. Nem sempre os edulcorantes são uma opção, muitos são artificiais e alguns possuem efeitos colaterais no organismo se consumido em excesso.


O público que consome achocolatado é abrangente, englobando desde crianças até idosos. Na nova abordagem de em desenvolvimento de produtos, incluímos grupos como alérgicos, diabéticos, intolerantes ou aqueles com dietas restritivas.


Através de uma perspectiva mais empática é possível criar produtos que atendam aos novos desejos dos consumidores e, com isso, materializar suas necessidades.

Portanto, o primeiro passo para desenvolver um produto é perceber as vontades do nosso consumidor:

  1. Saudável e simples: formulação com ingredientes simples e naturais. A conservação virá da desidratação do produto, através de temperatura, evitando assim do uso de ingredientes e aditivos artificiais.

  2. Prático e evita o desperdício: devido às tecnologias de conservação, produtos em pó podem ser consumidos por longo período de tempo e em temperatura ambiente. Possuem baixo volume e peso, então se tornam práticos para levar para qualquer lugar.

  3. Versátil no uso: ser um produto base, então o consumidor pode usar da forma que preferir. Seja para misturar com leite de vaca (frio ou quente), com leite vegetal, com frutas. Criar novas possibilidades de usá-lo na produção de um bolo, pão etc. Isso também ajuda a evitar o desperdício, pois oferece mais que uma utilidade para o produto, instigando a criatividade e fazendo assim aumentar a frequência de consumo.

  4. Abrangência de consumidores: ausente de ingredientes que são evitados ou excluídos por alguns consumidores, é inclusivo e pensado para a diversidade como os veganos, alérgicos, diabéticos, crianças, idosos, atletas etc.

Talvez um novo jeito de fazer achocolatados seja uma mix solúvel de cacau em pó natural e frutas brasileiras. Quem sabe, um mix para cada estação para abordar a sazonalidade. Há diversas oportunidades de produtos a serem desenvolvidos. A premissa é sempre ouvir, entender e atender às necessidades dos consumidores.

O tempo é a sabedoria e as respostas para as nossas perguntas. Produtos estagnados envelhecem e perdem a sua razão de existir. Aqui na Ara acreditamos que o alimento é fonte de vitalidade e por isso ele precisa acompanhar as mudanças. Entre em contato com a gente, podemos te ajudar a reavaliar formulações antigas e adequá-las para esse novo momento.

67 views

Telefone

55 19 99928 3322

Ara Food Movement © 2019 Designed by Wonder ID